sábado, 31 de janeiro de 2009

Fatores que afetam a digestão



A aparência, o cheiro e o sabor do alimento, além dos estados emocionais, causam impacto sobre a digestão. A visão, o cheiro, o sabor e até pensar no alimento aumentam a secreção de hormônios, fluidos e enzimas GI e também a atividade muscular do trato gastrointestinal. Após a ingestão do alimento, os produtos digestivos então disparam os mecanismos de retroalimentação para inibir a atividade GI e limitar a ingestão de alimentos. As emoções de medo, raiva e preocupação estimulam o hipotálamo a ativar o sistema nervoso autônomo, que então deprime as secreções, inibe o peristalatismo e torna mais lenta a propulsão do alimento pelo aumento do tônus do esfíncter. Os odores fortes, os estímulos nocivos e as emoções muito fortes podem induzir náusea, vômito ou até mesmo diarréia.


Um bom cozimento, especialmente a altas temperaturas por períodos prolongados pode destruir vários nutrientes, tais como o ácido ascórbico e o folato, porém em geral, o alimento apropriadamente cozido é mais digerível do que um alimento cru. Com alguns tipos de cozimento, as reações químicas entre os alimentos e as secreções do sistema digestivo afetam a digestão. Por exemplo, a acroleína, um produto de decomposição provocado por alimentos fritos em temperaturas excessivamente altas, retarda o fluxo de sucos digestivos. Os extratos de carne, por outro lado, estimulam secreções, hormônios e enzimas digestivas.



Notavelmente, o trato GI humano é realmente muito eficiente! Possui mecanismos auto-reguladores consideráveis para coordenar as funções digestiva, imunológica, secretória e absortiva.


Vamos cuidar do nosso intestino, pois a saúde intestinal se reflete em todo o organismo e precisa ser tratada com atenção.


Para saber mais sobre alimentação e nutrição, clique aqui!!

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Saúde Intestinal

Aí está o vídeo prometido! É um vídeo muito legal. Mostra o intestino em vários estados.


Recomendo que só assista quem tem o estômago forte.


É um pouco chocante em algumas partes mas é bom vermos pois assim podemos entender a importância de um intestino saudável e a importância de uma alimentação balanceada para a saúde.


Vamos lá!!

Ahh.... desconsiderem algumas coisas que ele fala como o chouchou tá? rsrsrs.... vai entender né... e tbm algumas recomedações que ele dá no final.

Agora sim, um, dois, três e PlAy!



video



Para saber mais sobre alimentação, nutrição e para ter acesso à ótimas receitas que podem ajudar no funcionamento do intestino, acesse o Portal Nutrição em Foco.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Ação bacteriana no intestino

*** Genteee vcs andam lendo as postagens no blog da ju? Noossaaa é o maior barato!!! rsrsrsrs... vale demais ler!! Me divirto!! rsrs... ****









Para fazer a postagem de hoje estive estudando sobre a ação bacteriana no intestino. Assunto muito interessante principalmente porque vai mudando de acordo com a fase da vida.


A microflora intestinal constinui uma comunidade complexa na qual centenas de espécies foram identificadas. No nascimento, o trato gastrointestinal é essencialmente estéril porém, a implantação de vários organismos logo ocorre. Os organismos Lactobacillus são os componentes principais da flora do trato GI até que o bebê começe a consumir alimentos sólidos. A Escherichia coli então se torna predominante no íleo distal.


Normalmente, ocorre pouca ação bacteriana no estômago porque o ácido hidroclorídrico é um agente germicida. Entretanto, as condições marcadas pela secreção aumentada de ácido hidroclorídrico podem diminuir a resistência à ação bacteriana, ocasionalmente levando à inflamação da mucosa gástrica (gastrite).



A ação bacteriana é mais intensa no intestino grosso. As bactérias colônicas contribuem para a formação de gases e ácidos orgânicos. As grandes mudanças na composição da dieta podem alterar a flora fecal porém, a resposta depende da flora original do hospedeiro e da nova dieta. O consumo aumentado de pré-biótico, o qual pode incluir certos açúcares, amido resistente e fibra da dieta, podem levar ao aumento da massa bacteriana benéfica (bifidobactérias e lactobacilos). Uma dieta com baixo teor de fibras baseada principalmente em carnes, gorduras e carboidratos altamente digeríveis resulta em uma proporção maior de bactérias "putrefativas" tais como clostrídios e E. coli. Os alimentos probióticos contêm concentrações significantes de bactérias consideradas saudáveis ou protetoras contra organismos patogênicos e doenças e podem também alterar a flora intestinal em níveis variáveis.

Na próxima postagem estarei colocando um vídeo muito muito interessante sobre saúde intestinal! Confiram! =)

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Êh vocação...


Bem, dentro do campo belíssimo que é a nutrição tem várias coisas que me encantam! Uma delas diz respeito a minha postagem anterior que é o trabalho com as pessoas da melhor idade! E hoje vou passar algumas dicas dentro de outra área que me fascina.... nutrição materno-infantil!

Acaba que se formos analisar bem são áreas que possuem mts coisas em comum não é? e ao mesmo tempo possuem as suas particularidades. Ahhh gente, cá pra nós, são duas fases tão bonitas na vida de um ser humano... realmente o suporte nutricional nas duas é indispensável! e pra isso eis-me aqui!! =D

Engraçado que para muitas coisas, com o passar do tempo, vemos que temos vocação não é verdade? A vocação é uma junção da sua personalidade com os seus conhecimentos adquiridos durante a vida, com as experiências, estudos, e com as pessoas que estão perto de nós! As minhas vocações eu vou ir demonstrando aos poucos com as postagens aqui no blog. Como a ju mesmo disse, acredito que a minha paciência e tranquildade me ajudam a trabalhar com esse público... rsrsrs


Agora, por fim, vou passar algumas dicas muito importantes para a alimentação de crianças menores de dois anos. Estas informações são baseadas no Guia alimentar feito pelo Ministério da Saúde para está faixa etária. Tudo isso fica mais interessante ainda pelo guia ter sido feito diante da realidade e da cultura do povo brasileiro o que dá à ele uma maior facilidade em sua prática.
Então, vamos lá, hoje vou falar dos fatores que afetam a ingestão dos alimentos complementares.
Muitas vezes as mães reclamam que a criança não quer comer ou está com falta de apetite (anorexia). Através de estudos pôde-se comprovar que o relato de anorexia em crianças aumenta de acordo com o passar dos meses, e além da idade, esta anorexia também está relacionada à presença de febre, diarréia e infecções respiratórias, com um menor consumo de leite materno e com o crescimento deficiente. Várias causas, além das doenças infecciosas, tem sido apontadas para a anorexia, dietas monótonas, deficiência de micronutrientes - sobretudo o ferro e o zinco - e verminoses.
O manejo da criança anoréxica deve fazer parte de qualquer programa de educação nutricional que vise promover uma alimentação adequada para crianças pequenas. Elas precisam ser alimentadas sob supervisão e muitas precisam ser encorajadas a comer, principalmente as que estão anoréxicas.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Nutrição e envelhecimento


Nesta semana li um artigo muito interessante sobre avaliação nutricional e envelhecimento no endereço http://www.nutricaoemfoco.com.br/pt-br/site.php?secao=down-artcient-idosos&pub=1364idosos&pub=1364 e fiquei mt empolgada lendo porque admiro as mudanças que ocorrem no indivíduo com o passar dos anos. Neste artigo vi o quão importante é considerar as alterações fisiológicas, processos patológicos crônicos e situações individuais que ocorrem com o envelhecimento para assim ter um bom diagnóstico que possibilite uma intervenção nutricional de sucesso!! É mt legal mesmo! Aborda os principais sinais clínicos, composição corporal, distribuição da gordura corporal, alterações nos tecidos de elasticidade e compressibilidade, dentre outras coisas. O trabalho com o público da terceira idade é muito importante pois é uma fase da vida onde tudo se transforma e para manter um bom nível de qualidade de vida deve-se considerar cada uma dessas mudanças, desde a mudança no paladar até a condição social que eles passam a ter.
Espero que vcs também aproveitem e deêm uma olhadinha, vale a pena hein!!! =)


Grande bjuuu pra todas!!!

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Seguidores